Máscaras da china não são eficientes

Postado por em maio 14, 2020 em Artigos Técnicos, Materiais para Ler e Baixar | 0 comentários

Máscaras da china não são eficientes

Máscaras da china não são eficientes – Por Heitor Borba

 

ANVISA publica Resolução-RE (no 1.480, de 11/05/2020) contendo a relação do que seriam Peças Faciais Filtrantes (PFF) fabricadas na China. E a conclusão é que não funcionam. Qual é a novidade?

A começar pelo regime político deles, que promove o trabalho escravo e infantil, as PFF não valem o frete que as trouxe. As Peças Faciais Filtrantes (PFF), Protetores Respiratórios ou mesmo Respiradores (não confundir com respiradores hospitalares) são mais conhecidos como “máscaras”. No entanto, sempre procuro evitar esse termo por se relacionar mais a foliões em tempo de carnaval e a bandidos em ação. Usar máscara é uma coisa. Usar EPI é outra completamente diferente. Os Respiradores para Particulados (N95, PFF2 ou equivalente) listados no Anexo da Resolução não demonstraram a eficiência mínima de filtragem de partículas de 95% realizada pelo National Institute for Occupational Safety and Health (NIOSH). Os EUA proibiram a comercialização dessas enganações em seu território. Segundo a ANVISA e NIOSH, há iminente risco aos profissionais da saúde expostos ao Sars-Cov-2 (coronavírus). Pior que o Brasil acaba de receber dos amarelos 960 toneladas de máscaras cirúrgicas e N95 compradas pelo Ministério da Saúde. E tem mais, serão fretados mais de 40 voos da Latam para trazer outros 240 milhões de máscaras, que serão distribuídas aos profissionais de saúde de todo o País.

Com a população utilizando máscaras caseiras acreditando que está protegida e profissionais da saúde diretamente expostos utilizando Ching Ling, já sabemos aonde isso vai chegar. A falsa segurança pode ser ainda pior do que não ter nenhuma. Perguntem aos infectados se eles utilizaram máscaras caseiras. Em breve estaremos contabilizando mais mortos e infectados. Convenhamos, exigir uso de máscara (e caseira) de um condutor sozinho, dentro do veículo, com os vidros fechados e utilizando o ar interno é idiotice galopante (de quem fez a lei, de quem assinou o Decreto, de quem está cumprindo e de quem está fazendo cumprir). Um show de idiotas fazendo idiotices. Estamos perdidos e à deriva, mas num Estado onde máscara caseira é EPI e a preocupação é com a contaminação dos carros em aglomerações, até que essas da China são excelentes (mesmo sendo reprovadas em testes básicos obrigatórios como retenção, saturação, respiração, microscopia óptica, capacidade de retenção de nanopartículas, ensaio de penetração de aerossol, etc).

A impressão que fica é que as pessoas gostam de ser enganadas. A mentirinha cor de rosa que afaga e dá esperança é mais preferível que a verdade dura e fria. Não vai passar, exceto se a ciência descobrir uma vacina. Nunca houve, não há e nem vai haver santo ou remédio milagreiro para resolver. E por enquanto vai piorar, principalmente para quem acredita. Agora temos oportunistas oferecendo inúteis máscaras da moda (e com válvula para aumentar a chance de infectar os outros). Mas as pessoas querem acreditar que estão na moda e não fazendo uso de panos de bunda na cara. Onde bastava apenas utilizar os EPI corretos… Temos que conviver ainda por muito tempo com esse vírus. O que precisamos fazer é esquecer os nossos incompetentes governantes que os que acreditam colocaram lá, colocar os EPI adequados, seguir os protocolos de higienização e ir à luta.

Que Deus nos acuda.

Veja a relação de Respiradores reprovados aqui.

Artigos relacionados:

Contaminação de alimentos já é fato no Brasil

Enganação das máscaras chega em Pernambuco

Eficácia das máscaras caseiras

Eficácia dos protetores faciais no combate ao coronavírus

Mais três meses de quarentena?

Decameron: As duas faces de uma tragédia

Enviar comentário